Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Reproduão/Internt

Reproduão/Internt

Com a legalização do uso de maconha em dois estados norte-americanos, e uso medicinal aprovado em 20 deles, o estúdio de design Studio 360 fez uma curiosa proposta: uma nova identidade visual para o baseado dentro dessa nova cultura ‘mainstream’.

Em parceria com a Original Champions of Design, o resultado foi não só uma nova representação gráfica, mas também um nome mais chique e menos estereotipado: canabiótico.

O logo para os canabióticos abdica da tradicional cor verde e da referência mais conhecida à folha verde da maconha, utilizando em seu lugar uma folha com sete folíolos, apresentada em roxo, que mais parece um bizarro arbusto ou um asterisco meio achatadinho. Nos exemplos apresentados, o logo para os canabióticos aparece em diversas representações, que vão desde vestimentas, avisos em embalagens alimentícias, pôsteres informativos e até mesmo emojis(!) relacionados à droga – destaque para os smiles maconheiros, que ganham o símbolo dos canabióticos no lugar dos olhos.

 

A intenção de toda essa nova identidade visual é acabar com o estereótipo do fumo – que é apenas uma das formas de consumo da maconha – e passar a mostrar os ‘canabióticos’ quase como um suplemento nutricional. Será que uma mudança de ‘marca’ pode ajudar a maconha a ser melhor recebida pela sociedade?

Os detalhes do rebranding da maconha podem ser conferidos na íntegra neste estudo da OCD.

Via DesignTaxi