Por: João Marcos | 05/04/2012

Em assembléia extraordinária realizada na noite de terça-feira, os advogados do Vale do Itapocú, que prestam assistência judiciária, decidiram pelo descredenciamento do serviço. A paralisação se mantém enquanto o governador Raimundo Colombo (PSD) não definir a situação referente ao pagamento desses serviços. A dívida com a OAB gira em torno de R$ 90 milhões. A assistência judiciária é voltada às pessoas carentes e os advogados recebem um pequeno valor para efetuar esse serviço. Em entrevista exclusiva para o OCP Online, o  presidente da 23ª Subseção da OAB/SC, Raphael Rocha Lopes conta um pouco dessa situação.

 

Via O Correio do Povo