Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás

95p4bnfimn_6az6wy5k71_fileA californiana de 13 anos Natliani Buccholts morreu  alguns dias após uma tentativa de suicídio. Ela sofria bullying e utilizava as redes sociais para postar pensamentos suicidas e outras formas de conteúdo “baixo astral”. Ela escreveu um bilhete aos pais e se enforcou enquanto eles estavam ocupados, passando os próximos 5 dias lutando pela vida no hospital.

A garota sempre gostou de escrever quando era feliz com a família, mas os problemas com os colegas (muito em face do peso e da aparência física) tornou sua escrita um pouco mais sombria, por assim dizer. Natliani mudou os hábitos alimentares e perdeu peso, mas mesmo assim o bullying continuava. Ela chegou a pedir para ficar em casa para evitar o assédio dos “coleguinhas”.

Opinião: a brincadeira deixa de ser saudável quando se torna desagradável para o próximo. Não podemos deixar passar em branco que a insatisfação da garota era clara. De quem é a culpa? Dos pais dela? Da escola? Dos valentões? Dos pais dos valentões? É complicado apontar dedos em um assunto delicadíssimo como esse, mas a garota estava GRITANDO para que os abusos parassem. Mais uma vítima de ouvidos que se mantiveram fechados.

A notícia é do começo do mês, mas o problema é de AGORA! Em caso de bullying, denuncie,