Por: Ricardo Daniel Treis | 02/12/2011

Recebemos na tarde de ontem este email da leitora Alessandra B. Digam aí, quem mais tem reclamação sobre o assunto?

Boa tarde,

Já mandei e-mail para a Canarinho e até hoje não tive retorno, então gostaria de dividir com vocês o que anda me chateando, e muito: não aguento mais entrar nos ônibus e ver certos usuários ouvindo música alta! Poxa, eu também escuto música, mas com meu fone de ouvido. Isso acontece em todos os horários e não adianta pedir para o cidadão abaixar, porque eles simplesmente mandam nós sentarmos em outro lugar (os incomodados que se retirem).

(…)POR FAVOR peço que tomem alguma providência! Só para vocês terem uma idéia, hoje cedo no ônibus da Seara tinha até campeonato de som. É uma falta de respeito com todos os usuários.

Grata pela atenção,
Alessandra

E diria mais, esse é um problema de comportamento inadequado não só nos ônibus, já presenciei na fila da lotérica, no restaurante e até no hospital.

QUAL É O PROBLEMA DESSAS PESSOAS? 

Mas é fato: trata-se sempre de uma minoria. Três versus quarenta. Um versus quinze. O público precisa mostrar um pouco mais de sinergia pela qualidade de vida, e manifestar coletivamente sua expressão contra esses indivíduos. 

Sugiro um movimento: Vaia ao DJ do Ônibus. Só pra lembrar o cara que o som dele não agrada todo mundo.


Pra fechar: teriam as fabricantes de celular responsabilidade por esse problema nacional, senão mundial? Afinal de contas, não vejo outra função para falantes stereo num telefone senão esse infortúnio. Que as caixas fiquem limitadas ao viva-voz, pronto!