Por: Sistema Por Acaso | 8 anos atrás

A falha de segurança novinha em folha do Internet Explorer 6 (aquela que ajudou na invasão do Google na China), causou um “estado de pânico” em países onde os usuários foram convidados a trocar de navegador.

Não sei se vocês concordam, mas há certa incongruência nessa história de troca de navegador. Antes que falem alguma coisa, eu sei que o IE 6 deveria ser banido do planeta. “Hence banished is banish’d from the world, and world’s exile is death”, como diria William Shakespeare em Romeo and Juliet.

O novo navegador (seja ele um novo IE, Firefox, Chrome, Safari, Konqueror, Opera ou semelhantes) pode não resolver o problema de segurança dos usuários, já que qualquer programa pode apresentar falhas graves que ainda são desconhecidas por seus criadores, fãs e até pelos criminosos que gostam de abusar das vulnerabilidades.O que escapa do usuário são as boas práticas de segurança na hora de lidar com a rede. As ameaças mais comuns hoje envolvem a abertura de spam contaminado e links falsos em diversos sites. Sem contar nos resultados de busca alterados, que escondem dores de cabeça épicas em chamadas para as notícias mais populares.

Por exemplo, uma parte do ataque ao Google foi totalmente baseado em phishing. Uma das técnicas mais simples utilizadas para enganar o usuário, que praticamente independe do navegador.

Por mais que a mídia especializada se esforce em divulgar ameaças, boa parte da população não faz idéia de como se proteger corretamente. Ou pior, nem sabe que deve se proteger Só quem tem um filho, ou sobrinho, que “entende de informática” está livre desses problemas. Experiência própria.

Em um mundo em que 20% dos britânicos acham que Steve Jobs é um jogador de futebol, não seria estranho pensar que boa parte dos proprietários de PCs não saiba o que é um malware ou um spyware.

Como contornar isso? Se a pessoa não buscar informação, a coisa fica difícil. Talvez uma das soluções seja vender PCs com cartazes bem detalhados, talvez assustadores, com dicas e riscos. O que vocês acham?

Via Info On line .