Por: Max Pires | 30/08/2010

Artigo do Márcio Silveira, publicado no último sábado em sua coluna na FolhaSC.

Em 2007, foi sugerido ao grupo gestor do turismo de Jaraguá do Sul que se oficializasse nesta cidade a criação de uma via gastronômica, no mesmo formato da de Joinville. Na época, algumas reflexões foram realizadas que levaram o grupo gestor a deixar a idéia para o momento oportuno. A versão joinvillense foi pesquisada, principalmente a história de sua implantação. No local da via gastronômica, muito antes de se oficializar a sua existência, havia apenas os famosos carrinhos de lanches, tão comuns em Joinville e que atendiam os estudantes do SENAC.

No inicio da rua, localizava-se uma choperia, que depois foi extinta, e o restaurante do hotel Tannenhof (que até hoje funciona no último andar). No final da década de 80, surgiu uma boate perto do cemitério municipal. Esse fato deu vida nova àquele local, pois para atender o publico da boate, os arredores ganharam novos espaços para lanches que acabaram evoluindo para choperias, bares e restaurantes, muito embora aquela boate já não exista mais atualmente.

Em 1995, outra ação transformou novamente a região. O Shopping Müller foi inaugurado. O fluxo de pessoas ali se tornou intenso e novos negócios surgiram para aproveitar este fluxo. Antes de tudo isso, Joinville passou por outras situações que impactaram no surgimento da Via Gastronômica. A cidade cresceu e com ela suas empresas, as quais trouxeram novos profissionais e executivos para a cidade e com eles, novas necessidades. Esses, por certo, não são os únicos fatos que levaram ao surgimento daquele tipo de negócio na região, mas a denominação de “Via Gastronômica” só aconteceu depois de consolidada.

JARAGUÁ

Os historiadores chamam estes fatos de conexões da história, ou seja, como um fato isolado ou vários fatos isolados levam a outros e, em conjunto, se transformam. Em Jaraguá, vivemos fenômenos que começam a se conectar. O surgimento do Shopping Breithaupt, da Scar, da Arena, da reforma dos hospitais, da incubadora, dos hotéis e da PUC são frutos da nossa bem sucedida industrialização, que igualmente teve necessidade de profissionalização e atração de novos profissionais. Que transformações a cidade está vivendo que já podem ser frutos desses fatos conectados?  Uma das respostas podem ser as novas opções gastronômicas de Jaraguá do Sul.