Por: Gabrielle Figueiredo | 3 anos atrás

Os alunos das escolas Waldemar Schmitz, na Ilha da Figueira, e Giardini Luiz Lenzi, na Tifa Martins, estão mostrando que a nova geração de Jaraguá do Sul promete um futuro melhor.

Em abril, foi divulgado que os alunos da Waldemar Schmitz participaram desde o início do ano de uma gincana permanente, onde além de diversas atividades, traziam materiais recicláveis para a escola.

reciclagem

Foto: Divulgação

O resultado? No mês de março foram arrecadadas 11.092 latinhas de alumínio e 3.197 garrafas pet. O dinheiro da venda do material está possibilitando a reforma da biblioteca da escola, que foi atingida pela enchente de junho de 2014. Além da troca do piso, prateleiras sob medida foram feitas e 250 livros foram comprados (estes com o auxílio de rifas), além de outras melhorias no local.

“Eu e a minha família juntamos latinhas por dois anos e iríamos vender. Quando soube que a escola estava arrecadando, trouxe para cá. Foram 1.042 latinhas. A escola passou por uma enchente e está precisando, mais do que a minha família. Ajudar sempre é bom. Tudo o que vai, volta”, ensinou o aluno do 6º ano Ricardo Porfírio Schiochet, 11 anos (foto acima).

Confira a notícia completa aqui.

Em maio, os alunos da escola surpreenderam mais uma vez. Tudo começou com um comunicado nos murais da escola, que pedia para que os alunos recolhessem lacres de latinhas de refrigerante e cerveja. Os lacres seriam trocados por uma cadeira de rodas.

cadeira de rodas

Foto: Divulgação

Ao fim de um ano, 105 garrafas pet cheias foram recolhidas e os lacres foram enviados a uma empresa de usinagem de Joinville que, por intermédio do Rotary Club, foram trocados pela cadeira de rodas. A doação foi destinada para a ONG Casa da Amizade, de Jaraguá do Sul. Confira a notícia completa aqui.

Agora em julho, mais uma boa notícia. Os alunos dos ensinos fundamental e médio da escola Giardini Luiz Lenzi estão pintando e redecorando a escola. A professora de artes, Liliane Gomes, percebeu que o lugar precisava de mais vida e convidou os alunos a participarem desta ação.

Além de pintar o muro na frente da escola, os alunos utilizaram monitores de computadores estragados e pneus para fazer floreiras. Os próprios estudantes auxiliam na montagem e fazem os desenhos. “Temos alguns alunos que se destacam nos desenhos e são estes que fazem a pintura final”, explicou a professora. O objetivo é envolver as crianças no cuidado com a unidade, fazer com que o espírito de cidadania seja estimulado.

escola

Foto: Divulgação

Wallysson de Souza, um dos “alunos pintores”, se sente mais estimulado nos estudos. “É bem melhor chegar aqui com a escola mais bonita, mais colorida. Sentimos-nos mais cidadãos também”, afirmou.

“Essas ideias são brilhantes porque conseguem, com atitudes simples, desenvolver ações em prol da cidadania e ao mesmo tempo tornar o ambiente escolar mais alegre e aconchegante. É mais um exemplo a ser seguido”, falou o secretário de Estado do Desenvolvimento Regional de Jaraguá do Sul, Leonel Floriani.

Fontes: Prefeitura de Jaraguá do Sul e Rádio Jaraguá.