Por: João Marcos | 7 anos atrás

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi proposto pela Down Syndrome International como o dia 21 de Março, porque esta data se escreve como 21/3 (ou 3-21), o que faz alusão à trissomia do 21, uma ocorrência genética natural que os portadores dessa deficiência sofrem, no Brasil 1 em cada  700 nascimentos ocorre essa anomalia genética.

Síndrome de Down não é uma doença e nem sinônimo de exclusão, esse cromossomo a mais, apenas altera o desenvolvimento cognitivo e físico das pessoas que o possuem, porém não incapacita ninguém de fazer absolutamente nada, desde que haja incentivo, dedicação e principalmente oportunidade.

Cada vez mais esses jovens conquistam seu espaço mais do que merecido na sociedade, entram no mercado de trabalho, conseguem autonomia financeira, ja dirigem, cursam faculdades, convivem com outras pessoas sem mais aquele medo e represália a qual eram submetidos a tempos atrás.

Convivo com excepcionais minha vida toda, minha mãe é educadora especial, trabalha não só com pessoas que possuem síndrome de down, mas com todo tipo de pessoa que possui qualquer tipo de deficiência, seja ela física ou mental. O exemplo de vida e superação de cada uma dessas pessoas pode nos dar é algo impressionante, nos faz pensar do quão pequenos são os problemas que reclamamos e como agimos de forma fútil ao que consideramos barreiras nas nossas vidas. Como aquele velho clichê usado no dia das mães ou pais, dizendo que eles não devem se prender a um dia especial e sim a todos, os portadores de Síndrome de Down devem ser tratados da mesma forma, todo dia é um desafio alcançado, uma meta superada e sempre com um sorriso no rosto, a alegria estampada na cara.

Uma ONG nacional denominada Projeto 21, visa incluir a pessoa com síndrome de Down na sociedade, através da fotografia. a responsável pela ONG chama-se Flávia Alves e ela explica que:

Mais do que usar a fotografia como inclusão, procuro entender a visão das pessoas com SD e suas famílias e captar a personalidade de cada uma. Assim a cada sessão não mostro a síndrome de Down, mostro uma pessoa, da maneira que ela realmente é, como quer ser mostrada. Portanto mais do que um projeto inclusivo, o Projeto 21 procura ser a voz da pessoa com síndrome de Down e seus familiares perante a sociedade.

As fotos desse projeto são lindas e valem o clique e o incentivo de todos, segue também um vídeo feito pela Flávia em homenagem a este dia, sem mais: