Por: João Marcos | 3 anos atrás

Hoje, 2 de março de 2015, completam-se 19 anos da morte dos integrantes da banda Mamonas Assassinas em um acidente aéreo. Uma das bandas mais originais do rock nacional vivia seu auge, sem rompimentos, com um clima fantástico entre os integrantes e seu público, encerrava seu precoce caminho em um acidente aéreo trágico, na Serra da Cantareira em Sampa.

Mamonas Assassinas se apresentando no João Marcatto

Mamonas Assassinas se apresentando no João Marcatto

Leia também: Fotos do show do Mamonas Assassinas no João Marcatto

Ainda hoje, muitos fãs recordam do dia exato em que o acidente foi noticiado pela televisão – até eu, com 5 anos na época – lembro-me do velório sendo transmitido ao vivo de Guarulhos, onde os fãs puderam dizer adeus a Dinho, Júlio César, Alberto Hinoto, Sérgio Reis, Samuel de Oliveira, além do segurança Sérgio Porto e o roadie Isaac Souto.

Passei minha infância e, parte da adolescência, ouvindo o som dos caras. Então ao invés de ficar aqui choramingando até o fim da publicação, decidi fazer um post mostrando 19 frases dos caras que formaram meu caráter – e provavelmente de muitos de vocês também.

Olha só:

Money que é good nóis num have, se nóis hevasse nóis num tava aqui workando: tow aqui, me divertindo mas é meu trabalho escrever disso para vocês.

– Quem amafagafar os mafagafinhos, bom amafagafigador será: leia isso comendo paçoca, o desafio pra vida que essa frase carrega pe simplesmente sensacional.

Mais vale um na mão do que dois no sutiã: meio que lógica a ideia do conselho, certo?

– Me convidaram pra uma tal de suruba, não podia ir, Maria foi no meu lugar: primeiro capítulo do Manual do Amigo Troll, caso você não possa comparecer ou tenha medo de seus compromissos. Enviar alguém no seu lugar para “teste” é algo recomendado e pode salvar a tua vida.

Te cortei os cabelos do suvaco, as unhas do pé e te chamei de querida: a aparência não é tudo. O que vale mesmo é o amor.

– Se der uma chuva de Xuxa, no meu colo cai Pelé: história da minha vida.

– O zoista cuida do zóio e os oculista Deus me livre nunca vão mexer no meu: é.

– Eu te I Love Youuuuuuuuu: quem nunca mandou uma dessa bêbado olhando no olho da gata? Certo que se deu bem.

So, shake your head, sucker! No more ideas, it’s over! Não só essa parte, mas a letra toda de Débil Mental acredito que tenha sido a primeira música que aprendi a cantar inglês, mesmo que na época, eu apenas balançasse minha cabeça 🙁

Fome, miséria, incompreensão. O Brasil é Treta Campeão: já imaginou como seria a letra se eles soubessem como anda o país depois do Penta?

Eu dí um beijo nela, e chamei pra passear: é muito romantismo.

Sábado de sol, aluguei um caminhão. Pra levar galera, pra comer feijão: além da riqueza e inteligência ímpar nas rimas, nos ensinando o valor da real parceria.

Sabão cra-crá, não deixe os cabelos do saco enrolar: manja quando eu falo de riqueza e inteligência nas rimas?

Ser corno, ou não ser? Admita, essa é sua chance de admitir, amigo.

– Os animal, tem uns bicho interessante. Imaginem só como é o sexo dos elefante: aula de biologia e reprodução animal.

 O homem é corno e cruel, mata a baleia que não chifra e é fiel: conscientização ecológica? Tem também.

Só de pensar que nós dois éramos dois. Eu feijão, você arroz. Temperados com Sazon: mano, essas letras eram muito amor. Hahaha.

Você não sabe como parte um coração. Ver seu filhinho chorando querendo ter um avião. Você não sabe como é frustrante. Ver sua filhinha chorando por um colar de diamantes: nunca uma frase deles pode ter soado tão atual.

– Music is very good! Sim amigos, a de vocês então, sem palavras.

Alguma ficou de fora? Mandaí nos comentários que fazemos o update.