Por: Gabriela Bubniak | 13/05/2016

Gosta de adrenalina em suas viagens? Pelo mundo, existem lugares incríveis, moldados pela natureza, mas que oferecem alguns perigos que não devem ser testados por ninguém.

Muita gente quer passar longe desses pontos turísticos perigosamente inusitados. Mas, se você é um desses aventureiros dispostos a enfrentar qualquer coisa, confira abaixo uma lista de 10 destinos que você precisa conhecer (mas com prudência).

Mas lembre-se: todo cuidado é pouco! 😯

1 – Ilha da Queimada Grande (Brasil)

Foto: Reprodução/Mar Sem Fim

Foto: Reprodução/Mar Sem Fim

Se você se assustou com o filme “Serpentes a bordo”, essa ilha localizada a 35 km de Itanhaém não é o lugar mais indicado para uma visita. Apesar de estar livre de perigos como gases tóxicos ou vulcões em atividade, a ilha está infestada de serpentes. Estima-se que haja cinco por metro quadrado. A espécie predominante é a jararaca-ilhoa, uma espécie que atrai a atenção de pesquisadores por apresentar exímias habilidades em árvores e por possuir um poderoso veneno.

O acesso a ilha limita-se a expedições de pesquisadores, mas se quiser ceder à curiosidade vá muito bem acompanhado de um profissional.

2 – Praia de Boa Viagem (Brasil) 

destinos-mais-perigosos-do-mundo6

Foto: Divulgação

Muita gente pode até nunca ter ido a Pernambuco, mas provavelmente se lembra da “moça bonita da praia de Boa Viagem”, dos versos de Alceu Valença. Mas o que muita gente não sabe, é que o lugar esconde um grande risco em suas águas: os tubarões. Vários foram os registros de ataques ocorridos na enseada. Há várias placas alertando aos turistas, além de guarda-vidas, mas sempre tem aquele banhista desavisado ou que resolve ignorar as recomendações, aí, já viram…

3 – O Poço de Jacó (Estados Unidos)

Poço-de-Jacó

Foto: Divulgação

Localizado no Texas, o Poço de Jacó (Jacob’s Well) é um dos mais preciosos tesouros naturais do país. Trata-se de um poço com pouco mais de 4 metros de largura, mas que liga a uma caverna subaquática que atinge os 40 metros de profundidade. O poço possui câmaras cada vez mais profundas, com falsas saídas que enganam desde o mergulhador amador até os mais profissionais. As autoridades locais são rigorosas e impedem a exploração do interior do poço… mas não há restrições para quem quer aproveitar a piscina natural da superfície.

4 – Caverna dos cristais (México)

caverna-dos-cristais-copy

Foto: Divulgação

Quem não gostaria de ver pessoalmente cristais que chegam a ter 11 metros de altura, 4 metros de diâmetro e pesar 55 toneladas? Para isso é preciso enfrentar uma temperatura em torno de 50 graus Celsius e uma umidade do ar que varia de 90 a 100%.

Isso mesmo. Esses cristais ficam localizados numa caverna de 30 x 10 metros em Chihuahua, no México, e é um dos maiores depósitos de zinco, prata e chumbo do mundo. Uma pessoa normal e sem equipamentos pode sobreviver por cerca de 10 minutos dentro da caverna – não mais que isso. 😯

Os cientistas que exploram o local ficam por até 40 minutos, pois levam equipamentos e são treinados para essas operações.

5 – Bolton Strid (Inglaterra)

destinos-mais-perigosos-do-mundo9

Foto: Divulgação

Não se deixe levar por este aparente calmo e tranquilo córrego. O Bolton Strid tem uma taxa de 100% de mortalidade, ou seja, todo mundo – repito: todo mundo! – que entrou para tomar banho nele simplesmente morreu. O motivo? O riacho é estreito, mas tem uma profundida que até hoje ninguém conseguiu calcular. Isso sem contar na sua correnteza fortíssima. Ele recebe as águas  de um rio imenso chamado Wharfe River, localizado em Yorkshire.

6 – O Jardim Venenoso de Alnwick (Inglaterra)

poison-garden

Foto: Divulgação

Esse talvez seja o lugar perigoso mais “seguro” da lista. Não por conta de seu grau de nocividade – que é altíssimo – mas pelo controle que há por ali, pois trata-se de um jardim controlado na propriedade da duquesa inglesa Jany Percy.

O Jardim Venenoso faz parte do complexo do The Alnwick Garden, um projeto ambicioso que custou mais de R$120 milhões. A parte perigosa, que é a que interessa, acolhe apenas plantas venenosas ou narcóticas: são mais de 100 espécies, sendo que algumas delas podem matar apenas pelo toque.

As mais perigosas ficam abrigadas em gaiolas. Entre elas estão as famosas cicuta (que serviu para matar Sócrates), beladona, maconha, ópio e alguns cogumelos mágicos. A visita é acompanhada por guias que contam histórias das plantas mortais e também oferecem dados científicos. Mas o alerta é sempre o mesmo: “Não as toque e nem mesmo as cheire.”

7 – Lago Fervente (República Dominicana)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Uma banho quente pode ser bem relaxante, não é mesmo? Mas não neste lago, na Ilha de Dominica, que está sempre fervendo, literalmente. Nas margens, a temperatura costuma ter 90ºC (a água ferve a 100ºC), ou seja, dentro dele é ainda mais quente. Então você pensa “mas eu não posso olhar só da borda?”. Poderia ser uma opção perfeitamente segura se não fosse o fato das pedras que rodeiam o lago serem muito escorregadias devido ao clima ao redor. Ou seja, qualquer deslize e temos sopa! 😛

8 – Ilhas de Izu (Japão)

5e5mq0

Foto: Divulgação

O arquipélago formado por mais de 12 ilhas vulcânicas pode parecer pacato e inofensivo com toda a sua beleza natural, mas a alta atividade vulcânica põe em risco toda a segurança e conforto daqueles que ali moram. Em 1953, uma erupção matou mais de 50 pessoas e em 2000, sob o risco de uma nova erupção, os habitantes tiveram que evacuar a área. Anos mais tarde, aqueles que partiram puderam regressar.

No entanto, por conta da alta emissão de gases venenosos que há na ilha, os moradores devem carregar uma máscara que deve ser usada quando um alarme na ilha avisa que os níveis tóxicos dos gases estão elevados. Um verdadeiro pesadelo em meio ao sonho de suas paisagens.

9 – Monte Hua (China)

trilhadest

Foto: Divulgação

Já imaginou subir um monte sem equipamentos de proteção, usando apenas frágeis e estreitíssimas tábuas e algumas correntes como corrimão? Pois então, o Monte Hua (ou Hua Shan), uma das cinco montanhas sagradas da China, possui como rota de subida 6 km de um caminho tortuoso feito de pequenas tábuas. Apesar de haver a opção de usar teleféricos para alcançar o topo do monte, o caminho tradicional é ainda muito utilizado por turistas em busca de adrenalina.

Como recompensa, no alto do monte, além da belíssima vista, há um antigo templo taoista que hoje funciona como uma casa de chás. Será que o chá é suficiente pra cortar a adrenalina de um caminho tão árduo?

10 – Portão do Inferno (Turcomenistão)

porta-do-inferno-copy

Foto: Divulgação

O apelido desta atração turística é Portão do Inferno (Cratera de Darvaz). Que simpático, não? Como não colocar na lista dos destinos mais perigosos do mundo? Trata-se de uma cratera que abriu no solo após uma tentativa fracassada de exploração de petróleo. O solo cedeu e gases tóxicos começaram a sair da cratera, matando inclusive alguns moradores da região. A solução foi então incendiar os tais gases, até que eles acabassem e o fogo, sozinho, parasse. Acontece que lá se vão quase 50 anos e o buraco ainda está lá, pegando fogo. (medo).

E aí, quem se atreve? Vamos combinar que, no mínimo, bate aquela curiosidade! 😛

Fontes: El Hombre, Bidu e No Patio