Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

A pesquisa foi do Linkedin, com dados apontados por empresários brasileiros:

1º) Máquinas de fax – 81%
2º) Padrões de horário de trabalho – 62%
3º) Gravadores de fita – 48%
4º) Computadores de mesa – 41%
5º) Trajes formais de trabalho (terno, gravata, etc.) – 35%
6º) Porta-cartões de mesa – 29%
7º) Um escritório com porta – 26%
8º) Estações de trabalho – 25%
9º) Telefones de mesa – 23%
10º) Cartões de visita – 17%

5 anos pro fax sumir? Meh… Mas o fato é que o Brasil tem duas realidades, como se a tecnologia estivesse entrando vagarosamente no país depois de se concentrar nas capitais. No Norte os aparelhos de fax ainda são ferramenta essencial na rotina de muitos, que em compensação ainda não tem e-mail ativo.


Negócio agora é pegar esses dados e converter em oportunidade. Alguém quer abrir uma loxinha de desktops usados em Nova Mamoré? O clima em Rondônia é adorável essa época do ano.