Zoo de Pomerode: fotos e fatos incríveis de 60 anos atrás

Além da forte herança alemã, Pomerode guarda um lugar especial, onde as pessoas podem conhecer de perto as mais diferentes espécies de animais. Há décadas, o zoológico é destino certo para quem busca entretenimento no pequeno município localizado no Vale do Itajaí. Criado por Hermann Weege (1877 – 1947), importante empresário e político do município, o local nasceu meio que por acaso.

1

Hermann Weege, fundador do Zoológico de Pomerode

Em 1924, um acidente foi advento que marcou a criação do zoológico. Um vazamento no reservatório de água das indústrias de Weege formou lagoas. Após o acontecimento, ele começou a criar animais domésticos nos fundos da sua casa. Depois, o empresário criou capivaras e porcos do mato. Com o tempo, o espaço também passou a receber jaguatiricas, onças e outros animais maiores.

10

Zoológico foi construído em volta das lagoas formadas após acidente na década de 30

9

Zoo na década de 30

Os anos foram passando e a importância do zoológico, o primeiro privado no Sul do Brasil, foi aumentando. O zoo foi registrado no Ministério da Agricultura em 1941. Isso possibilitou a permanência de outros animais como macacos e águias. O registro também possibilitou a vinda de animais exóticos para o local.

2

Visita oficial da neta de Hermann Blumenau, fundador de Blumenau, ao zoológico

O ano de 1950 foi muito importante para a história do zoológico. O local passou a criar e procriar ursos e grandes felinos como pumas, onças pretas e leões. Nesta década, pinguins, serpentes e peixes ornamentais reforçaram o plantel do zoológico. Outro grande acontecimento foi a criação da Fundação Hermann Weege, que administra o espaço até hoje.

5

Tratador e filhotes de leão na década de 60

Os anos 80 foram marcados pelo aumento no número de recintos do zoológico. Foram construídas as primeiras alas: aves, primatas e pequenos mamíferos. Mas, com o fechamento da Indústria Weege, o zoo passou a enfrentar dificuldades financeiras nos anos 90. O local chegou a ser fechado pelo Ibama, mas foi reaberto uma semana depois. A partir de então o zoológico passou a receber dinheiro da Prefeitura de Pomerode. Um empresário filantropo também colabora financeiramente com o zoológico e isso iniciou um período de grandes reformas e melhorias.

 Curiosidades sobre o Zoológico de Pomerode:

– Hermann Weege, criador do zoológico, abriu as estradas que ligam Pomerode a Blumenau e Jaraguá do Sul;
– O Zoológico de Pomerode é o terceiro mais antigo do Brasil;
– Estima-se que mais de 2 mil animais nasceram no zoo;
– No total, 1.400 animais vivem sob os cuidados dos tratadores, biólogos e veterinários;
– No início do zoológico, os bichos eram tratados pelos funcionários das empresas de Hermann Weege;
– Segundo informações dos funcionários, os animais que mais despertam interesse nos visitantes são o grou, a pomba-goura; a girafa e o elefante;
– Anualmente, o zoológico recebe aproximadamente 223 mil visitantes;
– O zoo presta atendimento aos diversos animais resgatados pelos órgãos ambientais (IBAMA, FATMA, Polícia Militar Ambiental).
– Os animais que mais recebem cuidados dos tratadores são os elefantes. Os espécimes presentes no zoo hoje foram resgatadas de circos.

Ampliação

Em março de 2014 o espaço começou a passar por reforma. A área de 35 mil m² deve ser ampliada até 100 mil m² (veja o artigo). As melhorias realizadas devem triplicar a estrutura do espaço. Também devem ser implantadas barreiras invisíveis (lagos, sistemas de aclive, declive, rochas artificiais), que impedem a movimentação dos animais, mas são imperceptíveis para os visitantes. Também é planejada a vinda de outras espécies para o zoológico.

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

Mais informações

O Zoológico de Pomerode fica localizado na rua Hermann Weege, número 180 – Centro. Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (47) 3387-2659 e (47) 3387-4260. O site do zoológico (clicando aqui) também contém muitas informações sobre os animais. Você pode curtir a página do zoo no Facebook.

Sobre o autor

Cláudio Costa

Jornalista, pessimista, engajado e imediatista. Curte um bom rock e sempre busca observar tudo sob uma perspectiva realista.

Deixe seu comentário