Os “encoxadores” do metrô

Cara, tá tudo errado. TUDO.

encoxadores

 

Sim, é realmente o que parece. Existe um grupo no Facebook em que os integrantes dividem suas encoxadas experiências com os outros na rede social. Quer mais alguma prova de que a humanidade está perdida?

Tem isso e muito mais: gente contando histórias, falando que foi “consensual” e existe até uma postagem que chama para um grupo no WhatsApp de encoxadores. Pra quem acha que essas coisas só existem na Deep Web, é melhor a gente ficar bem atento. É só fuçar que a gente encontra.

original

Esse tipo de grupo, inclusive, já existia muito tempo atrás, em várias comunidades no Orkut. Lá, mais relatos detalhados de abusos sexuais, daquelas coisas de dar nojo só de ler, como essa do “Cesar Encoxador”:

“Avistei uma morena com um bundão em pé no ônibus, fiquei perto dela para ver se conseguia pelo menos uma encoxada de leve na hora de descer, pois é aquele empurra-empurra e eu iria me aproveitar nessa hora”.

Depois de descoberto, o grupo virou assunto e recebeu muitas denúncias, mas ainda está no ar. Há pessoas alegando que o Facebook disse que não há nada de errado com a publicação.

Alguns dos grupos são “encoxadores e encoxadrizes de plantão” e “Encoxa em São Paulo na linha vermelha“.

Really? Porra Facebook.

Ps 01: parece que alguns desses grupos começaram a ser excluídos após serem denunciados a Polícia Federal. Talvez na hora que você estiver lendo esses grupos tenham saído do ar, mas vou falar para vocês que não estão perdendo nada.

Ps 02: só para deixar bem claro, “encoxadas” não consensuais são consideradas abuso sexual. E abuso sexual é crime

Com infos do Youpix

Sobre o autor

João Marcos

Publicitário, santista, debochado e eclético. Viajante em movimento, afinal, a gente não é poste pra ficar parado.

Deixe seu comentário