Como Andressa Fischer se tornou a 2ª vereadora mais votada de Corupá e uma das vereadoras mais jovens do Brasil

O ano de 2016 foi o mais louco para a jovem corupaense Andressa Fischer. No auge dos seus 23 anos de idade ela se formou em Administração de Empresas, casou-se, concorreu a uma vaga na Câmara de Vereadores de Corupá nas Eleições 2016, e foi eleita! Como se não bastasse isso, ela ainda ocupou a 2ª colocação na lista dos vereadores mais votados de Corupá e integra o grupo de vereadores mais jovens do país.

Filha de agricultores, Andressa sempre gostou de política e a sua maior influência foi o tio Mario Fischer que tentou – há alguns anos -, mas não conseguiu vencer nas urnas. Tirando isso, a jovem não tem nenhuma outra ligação com a política, além do gosto pessoal e força de vontade por seguir na área. Sempre se interessou por aprender e gostava de falar sobre politica na escola, tanto com os amigos como com os professores.

Por não ter experiência na área, ser mulher e jovem, ela não imaginava que seria eleita. “Até o dia 2 de outubro a única certeza que eu tinha era a do meu próprio voto”, comenta Andressa. Mas o que parece é que os corupaenses queiram ver um rosto mais jovem na Câmara.

14359222_200920303661446_7533142786967530600_n

Foto: redes sociais / acervo pessoal

Ok, mas como foi que Andressa Fischer se tornou a 2ª vereadora mais votada de Corupá e uma das mais jovens do país em 2016?
Ela deixou ser mais forte a vontade de correr atrás do principal objetivo: provocar mudanças na cidade em que vive. E, assim que recebeu a indicação do partido de filiação (PP), ela aceitou e não teve medo. “Sempre fui muito de conversar com as pessoas e, nesse período de campanha, acabei encontrando ainda mais coisas que precisam ser melhoradas em Corupá”, complementa a jovem.

Por isso, para o jovem que se interessa em aprender sobre política – mesmo não entendendo nada ou muito pouco sobre -, a dica é não ter medo de errar e nem de perguntar. E se, futuramente, surgirem mais jovens interessados em se candidatarem, o segredo é sempre arriscar, pois “não há nada que não se aprenda”, diz Andressa. Logo após o resultado das urnas, a nova vereadora já correu atrás do regimento interno da Câmara e da Lei Orgânica do Município para começar a estudar e entender os documentos.

14054550_183259132094230_2818431427256138817_o

Foto: redes sociais / acervo pessoal

No fim da entrevista, Andressa ainda comentou que um dos desejos dela é ver mais jovens na Câmara, representantes que podem fazer a diferença e trazer novidades, assim como novos pensamentos e ideias.

Então, fica aí a dica! 😉

Propostas
A principal proposta da, agora vereadora Andressa, é envolver mais a comunidade. Chamar as pessoas para participarem das decisões da Câmara e Prefeitura, para que entendam a importância de participar das decisões públicas e como elas influenciam na vida de todos. Além disso, ela pretende desenvolver um projeto para que o município conceda o transporte escolar para quem estuda fora da cidade, principalmente a quem se desloca a Jaraguá para estudar. Mas o jovem não vai ser beneficiado de graça. Em troca disso, ele vai prestar serviço voluntário que hoje praticamente não existe no município. Com isso, a ideia é incentivar o trabalho comunitário.

Como foi a campanha?

Andressa explica que não foi fácil, foram 45 dias de luta atrás da vitória. Um dos diferenciais da campanha, apontado por ela, foi a ação de ir de casa em casa para conversar com as pessoas, apresentando propostas e ouvindo solicitações diretamente. “Estando em contato com as pessoas você conhece a realidade delas, conhece novos problemas e pode apresentar propostas de forma clara”, diz. Ela chegou a falar com aproximadamente 2 mil pessoas durante esses dias.

Andressa contou com a colaboração dos amigos para a campanha (Foto: Divulgação)

Andressa contou com a colaboração dos amigos para a campanha (Foto: Divulgação)

Outro elemento que ela apontou como diferencial e que ajudou muito em todo o processo foi a ajuda e colaboração dos amigos – todos atuaram como voluntários. Foi graças a essa ajuda que Andressa conseguiu estar presente em todos os bairros durante o período de campanha. Um dos amigos que teve papel fundamental nesse processo foi também Andréia Mioto, que atuou como assessora, encorajando e motivando Andressa a duplicar a meta inicial de votos desejados.

Para atingir todos os públicos Andressa também optou por usar bastante as redes sociais, principal canal para contatar os jovens eleitores. Ela quem administrou e alimentava sua fanpage no Facebook, sendo que todas as perguntas recebidas foram respondidas pessoalmente.

Resultado: com uma meta de 600 votos, ela conquistou 521.

Assista ao vídeo da entrevista cedida para o OCP Online:

Quer acompanhar o trabalho da Andressa? Você pode seguir ela no Facebook (clique para acessar).

E a jovem já levantou uma questão que repercute na região e veio parar aqui em Jaraguá… Uma discussão que ultrapassa as gerações políticas no Brasil: os vereadores eleitos devem assumir cargos na prefeitura? A pergunta foi levantada pela colunista do Jornal O Correio do Povo Patrícia Moraes. Entenda mais um pouco sobre o assunto e você também pode contribuir com a sua opinião. Participe da enquete aqui.

Sobre o autor

Gabriela Bubniak

Jornalista, 23 anos, apaixonada por girassóis. Ama plástico bolha, brócolis e futsal.

Deixe seu comentário